IT Forum 365

“Não é uma nova marca, é uma nova era para a companhia”, diz CEO da HPE

Menor, porém mais focada e ágil, organização tem como meta auxiliar empresas no processo transformação digital, com foco em soluções de cloud híbrida e intelligent edge

Nem a instabilidade da economia – que reflete diretamente no resultado das vendas e pode abalar a confiança dos empresários brasileiros -, nem as perguntas recorrentes de como fica a marca após as mudanças e fusões, tiram o bom humor e a firmeza de Ricardo Brognoli, há três meses como CEO da HPE no Brasil. A companhia, que já passou por algumas mudanças, como a separação com a HP, em 2015, vive agora um novo momento após a fusão da área de Enterprise Services com a CSC, que culminou na criação da DXC em abril deste ano.

“A nova HPE é menor, porém mais focada e ágil”, diz Brognoli. Segundo ele, o objetivo é que os CIOs, CEOs e demais lideranças vejam a empresa como uma parceira de ponta em tecnologia e inovação, que os ajude a caminhar rumo à transformação digital. Com perspectiva de crescimento “na casa dos dois dígitos”, a companhia está fortalecendo seu portfolio, com o desenvolvimento de novas tecnologias e com aquisições importantes. Nos últimos tempos, por exemplo, empresas como SGI, Niara, SimpliVity, Cloud Cruiser e Nimble Storage se juntaram à HPE para expandir sua área de atuação no mercado.  

A seguir, Brognoli fala das mudanças e desafios da nova fase da companhia.

ITF 365: Como fica a atuação da HPE após as mudanças?
Ricardo Brognoli: A companhia está mais enxuta para potencializar o foco e a agilidade nos negócios. Nosso objetivo é continuar como um parceiro do CIO e dos principais executivos – como sempre fomos -, mas agora de uma maneira mais personalizada, com ofertas de soluções focadas e que estejam de acordo com as necessidades e objetivos de cada cliente. O intuito é que as companhias consigam usar a tecnologia da melhor forma possível para se destacar dos concorrentes e crescer.

Para isso, vamos focar em três pilares:

    • TI híbrida para todos os tipos de empresa, desde aquelas que ainda possuem um data center tradicional, com sala-cofre, servidor e ambiente de rede e, por questões financeiras ou de porte, ainda precisem continuar dessa forma; até as que desejam fazer toda a transformação de suas aplicações;
    • Intelligent edge, que nada mais é do que levar a inteligência para a borda e trazer as informações muito mais apuradas para dentro do data center;
    • E para que toda a transformação seja possível, continuamos com a área de serviços, hoje denominada HPE Pointnext, que é a união da divisão de suporte e consultoria. 

ITF 365: E como fica a área de canais, que sempre foi um pilar importante para a companhia, com cerca de 70% dos fechamentos de negócios?
Brognoli: Continua forte em nossa estratégia, mas com um posicionamento diferente, mais focada em inovação e transformação digital. Há uma oportunidade enorme nesse nicho, pois os canais passam a ter um papel de integração de soluções maior do que tinham. Isso porque, embora o portfólio da HPE esteja crescendo, não temos 100% das soluções disponíveis no mercado e, assim, precisaremos de parcerias. Muitas delas vamos construir por meio do programa HPE Complete, no qual traremos parceiros de software e hardware para complementar nosso portfólio.

ITF 365: Nessa transição e novo reposicionamento da companhia, como fica a gestão?
Brognoli: Teremos de investir massivamente em treinamento e capacitação, para que haja uma transformação como um todo na empresa, não somente na parte de TI. Isso vale para a forma de vender, de buscar negócios e, até, para a maneira como as ofertas serão apresentadas. O cliente precisa entender as mudanças que a empresa está passando e, nós, sabermos como transmitir essa mensagem de forma clara. Para isso, vamos reforçar a cultura da companhia. Todos precisam passar pela transformação – que não significa apenas sair de um lugar e ir a outro totalmente diferente, mas, sim, evoluir. E é isso que estamos fazendo: evoluindo nossos valores e crenças para ser uma empresa melhor e mais alinhada à realidade atual.

ITF 365: Mas o que, então, a nova HPE quer transmitir ao mercado?
Brognoli: Que continua com o mesmo DNA. Apesar de, hoje, a marca ter menos de um ano, carrega os mesmos valores e crenças da HP que foi criada em 1939: de inovação, de atenção ao cliente e aos funcionários, e de fazer negócios totalmente éticos e dentro do que manda a lei de cada país. Quero reforçar, ainda, que não se trata de uma nova HPE, mas de uma nova era da companhia; reforçar que continuamos parceiros das empresas que desejam passar por toda essa transição digital – seja no estágio inicial ou não.

ITF 365:
Nesse novo cenário, qual a meta da HPE?
Brognoli: A palavra de ordem é crescimento em todo o mundo. Vamos trabalhar na mudança do mix de portfólio – sair um pouco do core tradicional e comoditizado para a venda de soluções inovadoras e personalizadas.

ITF 365:  
Qual o seu papel nesse cenário de mudança?
Brognoli:
É um desafio extremamente revigorante. Tenho 17 anos de companhia e poucos meses na função nova. Quero continuar o legado da empresa, sendo o tipo de líder que sempre acreditei: que desafia, mas motiva e dá subsídios à equipe para trabalhar e ultrapassar obstáculos – que não são poucos se olharmos a situação atual do país, com tamanha fragilidade econômica e política. Quero mostrar a todos que a transformação é necessária – não há alternativa. E isso passa por vários aspectos, como a forma de fazer negócios, de chegar ao cliente e de vender. Preciso, ainda, reforçar ao meu time que, sim, vale a pena continuar mesmo diante de todo esse cenário instável no Brasil.

Além disso, com a empresa mais enxuta, a carga de trabalho aumenta e é essencial manter todos motivados e engajados – esse é um grande desafio como gestor. Acredito na liderança próxima. Por isso, sempre que posso caminho pela empresa e converso com todos. Minha meta é que a companhia toda esteja unida, olhando para a mesma direção e com um único propósito: atender o cliente da melhor maneira.

 

Imagem: divulgação

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2017 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.