IT Forum 365

NFV: conceito, tendências e como trabalhar com sucesso

Os operadores de telecomunicações (CSPs) atualmente se deparam com uma explosão de tráfego, margens de lucro em declínio, competidores over-the-top (OTT) instalando novos serviços rapidamente, e consumidores esperando cada vez mais. A Hewlett Packard Enterprise OpenNFV ajuda os CSPs a se destacarem nesse ambiente, acelerando a transição das velhas redes construídas com dispositivos proprietários e monolíticos, para uma nuvem ágil baseada na virtualização das funções de rede (da sigla em inglês NFV, que quer dizer network function virtualization).

Conceito de NFV
NFV é um conceito de arquitetura de rede que usa técnicas de virtualização tradicionais de TI sobre hardware padrão (processamento, armazenamento e rede) para consolidar aplicações de rede (VNF: virtual network function) sobre servidores e armazenamento fabricados em grande volume pela indústria de TI, o que permite obter as vantagens de custo e inovação do TI.

Hoje, é possível usar infraestrutura TI commercial off-the-shelf (COTS) para fazer tarefas complexas que tradicionalmente demandavam hardware especial sobre dispositivos Application-Specific Integrated Circuit (ASIC) ou Digital Signal Processing (DSP). Isso só é possível devido às melhorias na tecnologia de processamento de pacotes nas últimas versões das CPUs de TI.

Vantagens
A meta original do grupo de NFV foi reduzir os custos da infraestrutura, mas rapidamente o grupo descobriu benefícios adicionais e ainda mais importantes:

Agilidade
• Acelera a entrega de serviços e a monetização
• Adaptação mais rápida às mudanças da demanda

Eficiência
• Reduz CAPEX/OPEX
• Melhora os processos e operações

Inovação
• Serviços inovadores e atrativos orientados pelo conhecimento dos clientes
• Criação de valor através de um novo ecossistema de fornecedores

Arquitetura
Para atender à necessidade do mercado, a HPE entrega uma nuvem Telco mais aberta. Baseada na arquitetura de referência da ETSI, o OpenNFV parte da tecnologia Open Source e inclui a infraestrutura NFV, um gerenciador de infraestrutura virtual, um Software Defined Networking (SDN) e as capacidades de orquestração e OSS.

A HPE e os parceiros de VNFs trabalham conjuntamente sobre a arquitetura de referência para fornecer um ecossistema de muitas opções para os clientes, além de agilidade, velocidade e menor time-to-market para lançar novos serviços.
Vale lembrar que a abordagem da HPE não é a de tentar fornecer toda a solução. Pelo contrário, a HPE entende que os CSPs têm arquiteturas complexas e podem ter preferências por outros fornecedores. Assim a empresa trabalha com parceiros – e inclusive competidores –, em qualquer modelo comercial, para entregar a melhor solução ao cliente. Tudo isso por entender que essa é a melhor e mais realista forma de atender as necessidades do mercado.

Soluções HPE
Para assegurar as capacidades “carrier-grade”, a proposta de HPE inclui otimizações Telco como NEBS, redundância, distribuição, resposta em tempo real, banda muito larga ou gestão de recursos de processamento para as aplicações (VNFs).

Os componentes são:
• NFV System: solução pré-integrada de infraestrutura;
• Helion Openstack Carrier Grade: Openstack otimizado;
• NFV Director: a ferramenta de orquestração; • Carrier SDN;
• OSS: clássico de HPE, otimizado para NFV.

O programa HPE OpenNFV
A HPE criou o programa OpenNFV para coordenar todos seus recursos e trazer
as vantagens de escala do mercado de TI, no qual representa um dos maiores fornecedores para o mercado Telco.

O programa inclui:
• Domínio de Tecnologia e arquitetura – Aberta e preparada para NFV. Possibilita a mudança dos CSPs a NFV, reunindo soluções dos NEPs e outros fabricantes de Software conforme a necessidade.
• OpenNFV Labs – Um ambiente seguro e controlado para integrar, colaborar e experimentar antes da instalação nas redes dos operadores.
• Programa de parceiros – Acceso a SDKs, APIs, treinamento e meios de integração para deixar as aplicações testadas e preparadas para os CSPs, acelerando a inovação e reduzindo os riscos. Atualmente o programa conta com mais de sessenta parceiros, sendo o maior projeto de parceiros de NFV do mercado.
• Domínio de vendas – Provas de conceito (PoCs), instalações e serviços – um catálogo de PoCs já concluído e disponível para desenvolvimento; um serviço de classe mundial concebido para colocar a CSP em operação.

Experiência
Depois de mais de dois anos de testes de funcionalidade, desempenho, implementação e operação, os maiores CSPs do mundo estão agora começando os primeiros desenvolvimentos produtivos de soluções NFV.

A experiência deixa claro que NFV é um processo longo, mas também é uma tecnologia preparada para trabalhar, e ninguém tem mais experiência que a HPE, empresa que conta com dezenas de provas de conceito, com a ETSI, com os laboratórios de OpenNFV e com soluções testadas e comprovadas no mercado.

Tendências nos mercados brasileiro e latino-americano
O mercado regional estava muito focado em outras prioridades. Primeiro o crescimento da rede, depois a crise econômica e política. Mas, agora já começamos a perceber que os desenvolvimentos em outras regiões do mundo, especialmente os de operadores multirregionais, estão trazendo a tecnologia ao Brasil e forçando os operadores regionais e locais a trabalharem seriamente em NFV.

Os grandes CSPs estão concluindo a fase inicial de estudos e RFx, têm PoCs complexas e muito avançadas, e agora começam a solicitar projetos de desenvolvimento de alguns casos de uso simples. Os pequenos já estão concluindo a fase de estudo. Assim, o desenvolvimento em massa se aproxima rapidamente e a HPE está pronta para ajudar.

 

Comentários
IT Mídia S.A.

Copyright 2017 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.